A prefeitura de São Simão em parceria com o Governo de Goiás conseguiu com que a Clínica Móvel do Instituto de Assistência dos Servidores Públicos do Estado de Goiás (IPASGO) atenda por cinco dias no município. Os atendimentos que tiveram início nesta terça-feira (16) são destinados às associadas do IPASO e pacientes do SUS. Na clínica, mulheres podem fazer exames de mamografia e ultrassonografia ginecológico, totalmente gratuitos. De acordo com informações, não há limite de atendimentos para as associadas do IPASGO, mas para as usuárias do SUS a cota é de 40 exames por dia. A carreta está estacionada na Avenida Goiás, ao lado do prédio anexo à prefeitura, e o atendimento das 8 às 17 horas, até sexta-feira, 19 de fevereiro. O projeto busca levar atendimento para as usuárias que não tem acesso fácil a exames de prevenção de câncer. A intenção é que a unidade visite principalmente municípios que não contam com os estes tipos de serviços credenciados pelo IPASGO. A Clínica Móvel é uma estrutura montada em uma carreta, com consultório médico, sala para coleta de material de exame, um mamógrafo e um ultrassom, além de uma equipe especializada na atenção à mulher. Além de consultas e dos exames de mamografia e ultrassonagrafia, se necessário também é colhido material para o exame de Papanicolau. Em visita à unidade de atendimento, o prefeito e médico Dr. Márcio Barbosa Vasconcelos falou sobre a importância da prevenção. “O exame é a principal arma no combate ao câncer de mama, pois assegura o diagnóstico precoce. Quanto mais cedo for descoberto, maiores as chances de cura. Neste tipo de tumor, segundo o IBCC, o Instituto Brasileiro de Controle do Câncer, as possibilidades ultrapassam os 95%. A carreta estará na nossa cidade até sexta-feira, mulheres aproveitam por está oportunidade que está ao seu alcance”, disse. Quem também visitou a clínica para conhecer as instalações, foi Presidente da Câmara Municipal, Leopoldo Pereira e os vereadores Oscar Luiz, Ludgero Neto, Antônio Camilo e Wemerson de Souza. A carreta vai percorrer as cidades goianas, com prioridade para aquelas que não tem clínicas credenciadas ao Ipasgo que ofereçam esses exames. Para os procedimentos realizados na Clínica Móvel não há cobrança de coparticipação. Apenas nos casos em que for coletado o material para o exame de Papanicolau, que as usuárias terão que levá-lo a um laboratório, e que haverá a contrapartida. Depois dos exames, os casos em que os resultados apresentam alteração são encaminhados imediatamente para acompanhamento. Colaboradoras da Gerência de Ação Preventiva do Ipasgo marcam uma nova consulta com um especialista para investigação mais aprofundada. Depois, duas assistentes sociais fazem contato por telefone com as usuárias para saber se elas estão fazendo o tratamento e o acompanhamento necessários. Usuárias do SUS, interessadas em fazer os exames, devem comparecer ao posto de saúde de seu bairro, munidas do Cartão do SUS, RG, CPF, para pegar o encaminhamento para os exames. Já as usuárias do IPASGO devem se dirigir diretamente à carreta de atendimentos.