IMG_5749

Por iniciativa do prefeito Dr. Márcio Barbosa Vasconcelos, do Presidente da Câmara Municipal, vereador Leopoldo Pereira e vereadores Antônio Camilo, Ludgero Neto, Wemerson de Souza, Wesley Mandi, Joãozinho Moreira e Dr. Oscar Luiz, uma reunião técnica para discutir estratégias de combate à violência no município foi realizada dia 06, último. O encontro, que aconteceu no gabinete do chefe do Executivo, contou com a presença do vice-prefeito Adelsso Nogueira e do Comandante da Polícia Militar em São Simão, Capitão PM Mário Benvenuto Demuro.

Entre os assuntos abordados, o principal foi os constantes roubos e furtos praticados a comércios, que tem deixado toda classe apavorada.

Apesar de não ser obrigação do município cuidar da segurança pública, o prefeito Dr.Márcio nunca foi omisso com relação ao assunto e, desde o primeiro dia de seu mandato, tem implementado diversas ações, além de cobrar insistentemente do governo do Estado um melhor aparelhamento das policias e aumento no contingente municipal. O prefeito, sempre preocupado com a comunidade, viabilizou algumas conquistas para a segurança no município, como o “Banco de Horas” para os policiais e a construção de uma nova base operacional para Polícia Militar.

“O motivo desse encontro é promover a intensificação dos trabalhos em conjunto para buscarmos meios eficazes de combate à violência. A nossa comunidade está cansada da criminalidade que assola o município nos últimos meses. Precisamos mostrar ações concretas para a população e vou continuar lutando incansavelmente para que isso aconteça. Vamos ao Governador Marconi e ao Secretário Estadual de Segurança novamente, vamos aonde for necessário. O que eu não podemos é permitir que a bandidagem continue agindo em nosso município”, enfatizou Dr. Márcio, que também disse que para combater a criminalidade é fundamental lutar contra o tráfico e o uso de drogas.

O Comandante da PM, Capitão Demuro, destacou a importância da reunião. Segundo ele, o encontro foi fundamental para traçar metas em beneficio da segurança da comunidade. “As ações serão intensificadas ainda mais, com a realização de blitz e mais patrulhamento ostensivo. Os senhores estão de parabéns pela iniciativa de promover este encontro. Tenho certeza de que teremos bons resultados”, disse.

Na ocasião, o Capitão Demuro também pregou a união de todos na luta contra a criminalidade. “Precisamos trabalhar com parcerias. A comunidade também pode nos ajudar e muito, denunciando de forma anônima, ações suspeitas por meio do 190”, observou.

“A sociedade precisa, sim, estar envolvida. Aqui estão sendo discutidas ações emergenciais e a longo prazo e torcemos para que os resultados surjam o quanto antes. A iniciativa da Prefeitura em promover esta reunião foi de extrema importância; o comércio agradece”, ressaltou o vereador Wemerson de Souza, presidente da Associação Comercial e Industrial de São Simão – ACISS.

“Os constantes assaltos ao comércio local, deixa um questionamento que não quer calar, quando o estado que tem o dever de manter a ordem pública, vai assumir a sua verdadeira responsabilidade? Bandidos continuam assaltando, o tráfico de droga continua o mesmo, infelizmente a população São Simãoense está amedrontada, pois roubar em São Simão é sinal de impunidade, pois a segurança do Estado de Goiás, esta menos eficiente cada vez mais. Nosso efetivo é insuficiente, pois o destacamento de São Simão é responsável por Itaguaçu, Paranaiguara e Cachoeira Alta, com o mesmo número de policiais, isto é vergonhoso!”, falou o Presidente Leopoldo Pereira.

Dr. Márcio enfatizou que a polícia Militar e Civil tem operado com pouco efetivo. “Os policiais estão sem condições efetivas de prestarem a segurança que o cidadão necessita e que de fato eles têm direito. Temos uma grande deficiência tanto na Polícia Militar quanto na Polícia Civil para que possam cumprir fielmente seus trabalhos. O que acontece hoje são pessoas que dão o seu máximo para que o mínimo possa acontecer, pessoas preparadas e, no entanto os faltam efetivo necessário para dar continuidade aos trabalhos exigidos pela sua função”, ressaltou.

Recentemente, o prefeito reuniu-se com o Governador Marconi Perillo e entregou a ele um ofício cobrando melhorias na área, como o aumento do efetivo policial e a continuidade do convênio firmado entre a municipalidade e o Estado, referente ao Banco de Horas.

Dr. Márcio solicitou também que o Estado aumente para R$ 15 mil, a sua contrapartida no convênio que, atualmente, é de R$ 7,5 mil mensais, enquanto a prefeitura e a Câmara de Vereadores arca com R$ 15 mil.

“Quero dizer a todos que estamos muito preocupados. O município tem realizado toda a parceria necessária para que a cidade possa ter segurança, mas é necessário que o Governo Estadual aumente a sua contrapartida, pois mesmo com uma população superior à nossa vizinha Paranaiguara, recebemos os mesmos R$ 7,5 mil repassados a eles. Acreditamos no trabalho da polícia, mesmo com toda a problemática encontrada para atuar de forma efetiva. Digo à população que iremos trabalhar incansavelmente junto ao Legislativo, ao Ministério Público, à Polícia Civil e à Polícia Militar até encontrar meios para solucionar os problemas na área da segurança pública ora ocorridos em nossa cidade”, encerrou o prefeito Dr. Márcio.