A Prefeitura, por meio da Superintendência Municipal de Meio Ambiente em parceria com o Departamento de Endemias, tem reforçado a coleta de pneus em todo o município. Um dos objetivos do trabalho é evitar que estes materiais acumulem água e possam servir de criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue. De janeiro até março deste ano, cerca de 54 toneladas de pneus inservíveis já foram recolhidos e retirados de vários de pontos da cidade e do Distrito de Itaguaçu. A coleta é feita por um caminhão da prefeitura, coletados pela empresa Reverso Reciclagem e Comércio de Pneus Ltda e, repassados a Reciclanip, empresa conveniada do executivo. Ação está prevista no Conselho Nacional de Meio Ambiente 416/2009 que, estipula que as empresas fabricantes ou importadoras de pneus deem a correta destinação final ao produto usado. E para dar solução às dificuldades enfrentadas pelos borracheiros para o descarte de pneus usados, a Prefeitura abriga os mesmos em um terreno, devidamente coberto, acima do prédio que abriga o Projeto Vida Ativa, na rua 04, no Residencial Cemig. De acordo com o Superintendente de Meio Ambiente, Pahblo Jhonnata Costa Dias, os pneus depois de recolhidos são enviados, pela Reciclanip, para algumas fábricas de cimento e a Votorantin, sendo reutilizados para geração de energia. “Nós encontramos muito pneus jogados em aterros e terrenos baldios. Estamos reforçando a coleta, com o objetivo também de prevenir os possíveis focos de dengue”, frisa o Gerente de EndemiasLeonardo Marques de Oliveira. Leonardo que coordena uma equipe de 22 pessoas, explica que o trabalho da prefeitura é manter a coleta e, posteriormente, repassar os pneus para a empresa. “O nosso único custo é na manutenção da coleta e no armazenamento desse material”, disse. O vereador Antônio Camilo (PTC), acompanhou toda a ação e parabenizou toda a equipe. “Vocês estão todos de parabéns! O trabalho da equipe de endemias tem de ser reconhecido, pois não é uma tarefa nada fácil recolher esse volume todo de pneus”, agradeceu Camilo. A Reciclanip A Reciclanip foi criada em março de 2007 pelos fabricantes de pneus novos Bridgestone, Goodyear, Michelin e Pirelli. A Continental e a Dunlop, juntaram-se depois à entidade, em 2010 e em 2014, respectivamente. Ao longo dos anos, o Programa foi ampliando sua atuação em todas as regiões do País, o que levou os fabricantes a criar uma entidade voltada exclusivamente para a coleta e destinação de pneus no Brasil. Assim surgiu a Reciclanip, em 2007. Desde 1999, quando começou a coleta dos pneus inservíveis pelos fabricantes, mais de 2,68 milhões de toneladas de pneus inservíveis, o equivalente a 536 milhões de pneus de passeio, foram coletados e destinados adequadamente. Além disso, os fabricantes já investiram mais de R$ 551 milhões (valor até dezembro de 2013) para coleta e destinação de pneus inservíveis. A principal matéria prima dos pneus, a borracha vulcanizada, não se degrada facilmente na natureza (estima-se em 600 anos para os pneus se decompor na natureza).