O cantor e compositor goiano Fernando Perillo encerrou, sábado 26, as apresentações culturais e artísticas do palco do restaurante do 11º Festival Gastronômico, Esportivo e Cultural de São Simão. Inspirado na música popular brasileira, Fernando adquiriu características particulares à sua música. Passando por diferentes estilos, o cantor é hoje uma figura importante da música goiana, pois foi um dos precursores da música regional. Fernando Perillo começou a se interessar pela música ainda na adolescência, chegando a fazer parte de bandas de baile em Palmeiras (GO). Já no início da década de 70, ao lado de João Caetano, Itamar Corrêa, Odilon Carlos e Bororó, Perillo se apresentou em vários bares e eventos da capital. Em 1981, a cantor chegou a faturar prêmios importantes do cenário regional, como o Comunicasom, em que ficou em 1º lugar na categoria Instrumentista com a canção “Sol da Manhã”. Um ano depois, Perillo gravou o primeiro disco intitulado “Sinal de Vida”, que foi o primeiro passo para assumir a música profissionalmente. Após conquistar espaço entres artistas da MPB, o goianiense chegou a representar o Brasil na feira Internacional de Dijon, na França, onde fez cerca de 20 apresentações e diversas gravações para programas de TV, no ano de 1989. Dois anos mais tarde, ele grava o LP “Saudades do Futuro”. Em 1994 lançou uma coletânea e em 1997 trabalhou juntamente com os conterrâneos João Caetano, Maria Eugênia, Marcelo Barra, Pádua e Ely Camargo, no CD “Noites Goianas”. Fernando Perillo ainda completou a discografia com os álbuns “Páginas Abertas”, “Canto da Gente”, “Caminhos” e o DVD “Amores”, contendo 15 clipes produzidos pelo cineasta Taquinho, em comemoração aos 25 anos de carreira.