Caminhada da Saúde marca ações do Outubro Rosa no município

Chamar a atenção para a prevenção. Foi com este objetivo que a Secretaria Municipal de Saúde, abriu a Caminhada Outubro Rosa, no município, na tarde desta segunda-feira (16/10). A ação ocorreu para marcar o mês dedicado à luta contra o câncer de mama e que neste ano tem como foco a saúde integral da mulher.

A concentração da Caminhada começou na Escola Municipal José Porfírio Nogueira e contou com a participação do prefeito Ibinho, vice Dr.Wallisson, vereadora Ana Maria, secretário de Saúde, José Fernandes, o médico ginecologista, José Emanuel, Clínico Geral, Dr. Abdias da Silva Lima Neto e a Coordenadora das UBS’s, enfermeira Jéssica Fernanda.

A Caminhada contou com a participação de dezenas de pessoas e percorreu as avenidas Goiás e Brasil até a Praça Júlio Bernardes de Oliveira, onde houve agendamentos de exames de mamografia e preventivos, palestra e apresentações culturais.

Já na Praça, durante a solenidade de abertura das atividades, o secretário da Saúde, José Fernandes Faria, ressaltou a importância da prevenção. “A melhor forma de a mulher se amar é fazendo a prevenção para cuidar da sua saúde. Esse é o marco do início das ações pelo Outubro Rosa onde visamos esclarecer a população da importância dos exames de câncer de mama e de colo de útero. Se identificadas precocemente, as chances de cura dessas doenças são muito grandes.”, destacou.

Para a vereadora, Ana Maria, a palavra-chave da saúde é prevenção. “Sou mulher acima de tudo e acho muito importante essa questão de prevenção e cuidado com a saúde. Acredito muito que eventos como estes estimulem e conscientizem de fato mulheres a fazerem os exames de prevenção, a se cuidarem e aproveitarem as oportunidades que o município oferece”.

Ao fazer uso da palavra, o vice-prefeito Dr. Wallisson, destacou o quanto é necessária à informação e a orientação às mulheres. “É muito importante a conscientização. Pode não parecer, mas muitas mulheres ainda não têm conhecimento do quanto o diagnóstico precoce é de suma importância para a cura.”

O prefeito Ibinho acompanhou todo o trajeto da mobilização e ressaltou que a caminhada e a campanha, têm o objetivo principal de conscientizar as mulheres sobre o diagnóstico precoce. “Medidas como esta em nosso município tem fundamental importância para ajudar no tratamento e aumentar as chances de cura do câncer de mama. A realização desta ação é excelente para as mulheres. Elas que trabalham, cuidam da casa, dos filhos e acabam não tendo tempo de se cuidar”, disse.

 

O câncer de mama no Brasil e no mundo

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o câncer de mama é o tipo mais comum entre as mulheres e também o mais letal, sendo a segunda principal causa de morte na América Latina. A nível mundial, entre todos os tipos de câncer, o de mama é o que mais mata mulheres na faixa dos 20 aos 59 anos. A doença também atinge homens, mas a incidência representa 1% do total.

O Instituto Nacional de Câncer (Inca) estimou 57.960 novos casos de câncer de mama no Brasil em 2017. Somente no DF, a previsão é de 1.020 novos casos.

Apesar do aumento das taxas de câncer de mama em mulheres mais jovens, ainda assim, a faixa etária entre 40 e 50 anos representa 74% do casos. Por isso, a Sociedade Brasília de Mastologia recomenda a realização da mamografia anualmente a partir dos 40.

Já a indicação do Ministério da Saúde é que o exame seja feito a cada dois anos pelas mulheres com 50 anos ou mais – grupo considerado prioritário. De acordo com o ministério, no ano passado foram realizadas 4,1 milhões de mamografias em toda a rede pública do país. Somente na faixa prioritária, foram 2,5 milhões de exames.

 

Prevenção

A observação do próprio corpo e o acompanhamento ginecológico de rotina são imprescindíveis para a identificação de um possível câncer de mama. Para evitar que ele apareça, o médico recomenda uma vida saudável, mas destaca que é impossível garantir imunidade.

Alimentar-se de forma balanceada, consumir preferencialmente produtos orgânicos – livres de agrotóxicos – fugir da obesidade e praticar exercícios podem ajudar a afastar o câncer de mama e outros tipos de doença.

Segundo ele, o fator genético representa 10% de chance do desenvolvimento da doença, mas não é determinante. “A atividade física também ajuda o câncer a não voltar, porque os radicais livres protegem o organismo contra células invasoras.”

 

O Outubro Rosa

O nome da campanha remete à cor do laço que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, de empresas e entidades: o rosa. Durante todo o mês, monumentos por todo o País se iluminam com essa mesma cor.